Hormônios no Closet » 2016 » fevereiro » 02
2
fev
Apenas Pensando… e Escrevendo…

Ainda somos tratadas como mercadoria!

O mais curioso foi quando fui procurar no google uma figura para ilustrar o Post... "mulher brasileira" ... uma pena o que aparece de imagem por lá... uma pena...

O mais curioso foi quando fui procurar no google uma figura para ilustrar o Post… “mulher brasileira” … uma pena o que aparece de imagem por lá… uma pena…

Me arrumando para trabalhar logo pela manhã, escuto uma reportagem sobre os ciclistas do hemisfério mais norte do norte da terra, lá pelas bandas da friaca gélida, que virão passar sofrência no calor do Rio de Janeiro nas Olimpíadas.
Primeiro pensei: As Olimpiadas não serão em julho, ou agosto? Sei lá, algum mês destes de inverno, onde as temperaturas deverão ficar em torno de 25, 30 graus? Bom deve ser isso… Este calor poderá ser sofrido a eles para merecerem uma reportagem meio dramática? Sim poderá, mas o ponto que me apeguei não foi esse.
A reportagem que foi feita por algum repórter de voz famosa da Globo, que não consegui atrelar a voz a seu rosto, mostrou um dos melhores ciclistas da atualidade… Não sei seu nome, mas ele vem de algum desses países gélidos do hemisfério norte do norte do norte…
O ciclista acabou por afirmar que vê poucas chances de se tornar vencedor devido às longas subidas junto às altas temperaturas da cidade do Rio. – Ok, príncipe charming do norte mais norte assumiu sua fraqueza diante de alguns obstáculos… e a reportagem poderia ter terminado aí.
Mas não… infelizmente não… fecha a câmera no rosto do lindo gélido norte hemisferiante… e cai para a voz do repórter que prefiro nem lembrar o nome da Globo… dizendo algo assim:
Ah, já que ele acha que não conseguirá fazer uma boa prova, caberá a ele, aprender um bom português para que em uma das subidas de alguma das montanhas possa encontrar uma “preciosa” brasileira…
Não! Não! Nãoooooo! Eu não sou de longe feminista, não sou mesmo, ainda encontro nuances machistas romantizadas dentro de mim, mas tratar a mulher brasileira ainda como mercadoria é demais! É muito revoltante! Cheguei a ficar enjoada!
Que mídia mais grotesca é essa que nos coloca numa situação de objeto da bunda que balança! Esse carnaval no Rio repleto de pessoas nuas passando uma ideia que não é em absoluto o que uma brasileira mediana, normal, cumpridora de suas metas, e deveres mundanos pensa e quer para sua vida…
Como se o ciclista que deve estar dando seu máximo em seu treino, que se vacilar, tem mulher, filhos, família, estivesse realmente pensando que se não conseguir subir as montanhas, poderá ter um prêmio de consolação! Uma mulher brasileira! olha só! que precioso premio de consolação!
O repórter se quisesse fechar a matéria com algo diferenciado, ao invés do rosto preocupado do tal ciclista… poderia realmente ter dado a dica ao ciclista para aproveitar a subida nas montanhas admirando as belezas inanimadas que o Rio tanto tem… Suas florestas, suas águas, suas flores, seus bosques… pq. nós… mulheres… brasileiras…não… não somos inanimadas.


Categorias: Dia a Dia