13
out
UM SENHOR ESTAGIÁRIO – CINEMA

Alooooooooooooooooooouuuuuuuuuuu

Como vão queridos e queridas…. Aqui é Clara quem vos escreve.. Quanto tempo não é mesmo..

Resolvi aparecer e não foi por acaso. Achei interessante dividir algo com vocês.

Tenho ido muitooooo ao cinema (coisa que jamais na vida fiz!) e tenho me deparado com muito filme sem pé nem cabeça. Aliás fazia um tempinho que não via filme com gente de verdade sabe, com história de verdade.

Estou muito assídua de filmes infantis (assistam o pequeno príncipe, sensacional) e filmes de ficção. Pra falar a verdade cansei dessa leva. Todos tem um mesmo contexto, enredo, estão cansativos. Porém dessa vez, me encantei.

Vi o trailer do Um Senhor Estagiário com o Robert De Niro (amo desde o berço), Anne Hathaway e Rene Russo e estava esperando ansiosamente a sua aparição no cimena (como diria minha sobrinha). E quando vi que lá estava, corri, porque filme assim não deve durar muito, até porque está em uma sala pequena do cinema que eu estive, uma pena. Ainda bem que a sessão lotou, merece!!

Gente, um filme leve, de pura realidade! Vou contar só um pouco, para que vocês assistam e tirem suas conclusões.

Anne, começou com uma brincadeira de montar um site e em 18 meses se viu completamente envolvida com um trabalho que tomava todo seu tempo. Ela já apresentava problemas para dormir desde a infância e assim com essa situação somente piorou. Muito envolvida com toda a equipe de trabalho, gostava de resolver tudo, fazia tudo. Seu marido abriu mão do trabalho para dar conta dos serviços da casa e da filha (coisas modernas que funcionam).

E com essa maluquice toda, colocaram um senhor (de 70 anos) para ser seu estagiário, sim gente, Robert De Niro estagiário! Senti algo do gênero: eles tem muito mais a oferecer a nós (que achamos que sabemos e conhecemos tudo) do que nós a eles. Ela até tenta tirar-ló da sua rotina (ela deveria ser o exemplo a todos da empresa), mas se vê desesperada sem ele por perto. Achei muito válido em um mundo frenético a troca de informações entre idades tão distantes.

Acho que isso me remeteu muito ao meu passado com meu vô, que quem conheceu sabe que ele falava demais, além do normal, mas era uma pessoa sempre disposta a tentar ajudar os outros (desde que pudesse falar a vontade kkkkkk).

Ela se vê numa situação de contratar um chefe para sua própria empresa pois investidores acreditam que ela não dá conta. Ela passa o filme com essa situação de contratar alguém para mandar em algo que ela mesma criou e coordena.

E outra, o marido que abre mão de tudo para que ela realizasse um sonho, e em um determinado momento se questiona de tudo que deixou, e acaba levantando a hipótese da culpa… dele ou dela/

Cada um é responsável por aquilo que decide seguir… Abrindo mão da sua vida ou não… Consequências virão e cabe a você e mais ninguém organizar isso em sua vida.

Achei um filme real, de verdade, com consistência.

Vale a pena!

Espero que vocês gostem e deixem aqui sua opinião… Lembrando que cada um se apega em pontos diferentes, tem uma visão diferente, gostaria mto de saber a de vcs!

Beijos


Categorias: Acontece, Dicas