19
mar
Exposição Fotográfica Leandro Amaral
Oi gente!!!
MARCAR NA AGENDA!!! É AMANHÃ!!!
Leandro Amaral, repórter fotográfico renomado fará uma exposição com retrospectiva dos fatos da última década da Baixada Santista, a abertura acontece nesta quinta (20) na Unisanta, e esta será uma das maiores exposições de Santos, com mais de 150 fotos.
O título da Exposição  “Retrô 10 anos, uma recordação dos acontecimentos da última década”, onde o fotógrafo propõe uma viagem ao tempo, relembrando os fatos e notícias que marcaram estes 10 anos e que ele fotografou. A mostra é uma comemoração aos seus 10 anos de fotojornalismo, que completa neste dia.
convite mail

Tudo começou em 20 de março de 2004, quando Leandro fotografou o Senna In Concert, evento que relembrou os 10 anos da morte do piloto Ayrton Senna. Depois disso, o fotógrafo começou a fazer pautas para o Jornal da Orla, onde pegou experiência na área.

A exposição reúne mais de 150 fotos, em painéis de vários tamanhos e divididos por pauta, algumas com quatro, cinco, seis fotos. “Quando pensei em fazer uma exposição a primeira ideia foi a de reunir as fotos mais bonitas ou impressionantes, mas pensei, isso todo fotógrafo faz, quero algo diferente!”, explica Leandro Amaral, que, por este motivo resolveu fazer uma exposição em que o tema seriam as pautas realizadas, e a ilustração as principais fotos de cada assunto. “Tem pautas que se resumirmos em uma foto ela parece ficar incompleta, por isso em um mesmo painel fiz uma montagem com mais de uma imagem”. Todas as fotos tem legenda, para lembrar o visitante de quando o fato aconteceu e um rápido resumo do assunto.

Entre os assuntos expostos, estão eventos de importância nacional, como o São Paulo Fashion Week, Fórmula Indy e Carnaval em São Paulos, visita do Papa Bento XVI ao Brasil, até pautas regionais, como visitas presidenciais, shows, a retomada do Carnaval santista, em 2006, jogos de futebol e pessoas que ficarão sempre na memória.

Leandro Amaral_Missa Papa

“O painel principal desta mostra considero ser o que relembra o Mundial Interclubes Fifa (no Japão, em 2011), quando o Santos FC perdeu para o Barcelona. Este painel reúne várias fotos do jogo e dos 20 dias que passei no Japão, cobrindo o dia a dia do Santos. Só este painel tem 1,40 metros de largura”, explica Leandro, que foi um dos quatro fotógrafos brasileiros no Japão. Além disso, há o registro de boa parte do caminho do time da Vila Belmiro até chegar à final do Mundial. “Acho que tudo começou com a conquista (em Salvador), da Copa do Brasil de 2010, que garantiu a vaga do Santos na Libertadores do ano seguinte, daí temos os jogos de 2011, as dancinhas que ficaram conhecidas nas comemorações dos gols, a expulsão de Neymar após usar a máscara com a cara dele, até a final da Libertadores da América, no Uruguai e no Pacaembú, todos os jogos que pude acompanhar”, completa.

Leandro Amaral_Japao_Foto Rogerio Soares

Entre as pessoas que estão em nossa memória, Leandro traz fotos do Chorão, Padre Paulo, Serafim Gonzalez, Magic Slim, entre outros. Há também imagens dos antigos clubes da Ponta da Praia, como o Regatas Santista e o Vasco antes da demolição, além do Sírio Libanês (no Gonzaga), antes de vender o terreno para uma construtora.

padre paulo_apoteose23

Nos fatos que viraram notícia na região, o destaque ficam para duas imagens de acidentes e que o fotógrafo não tem uma preferida. Leandro lembra do desabamento de uma Pedreira, em 2011 que resultou na morte de dois trabalhadores, e do rebocador que ficou encalhado na Praia do Embaré, em 2012. “Foi uma foto que me lembrou muito uma foto histórica que mostra o navio Ais Giorgis, que em 1974 encalhou próximo ao Canal 6. A minha foto mostra uma praia, em 2012, cheia de guarda sol com o pessoal curtindo a praia ao lado do rebocador”.

Rebocador Encalhado Santos0001

Outra imagem da exposição que merece destaque é o lançamento do filme Pelé Eterno, uma grande festa no Cine Roxy, em Santos. “Foi a primeira vez que fotografei o Rei do Futebol. Tinha apenas três meses de fotografia, era eu com uma máquina e lente simples e os outros fotógrafos com verdadeiros arsenais de guerra, aquele empurra-empurra, mas que rendeu boas fotos”, explica. Pelé, aliás, é uma das personalidades que aparece mais de uma vez na exposição, já que na última década ele foi notícia constante. “Depois do lançamento do filme teve uma gravação de um comercial com ele e Robinho na Vila Belmiro, na época eu estagiava no Santos FC, depois o lançamento das obras do Museu Pelé e a inauguração da escolinha do rei”.

Pele Eterno (2)

Política é outro assunto bastante abordado na exposição. Desde o debate entre os prefeituráveis de Santos, passando por um debate entre Lula e Alckmin na Record, até visitas do presidente Lula na Baixada, as férias dele no Guarujá, e a atual presidente (Dilma Roussef) na época em que ela era Ministra Chefe da Casa Civil e acompanhava Lula nas visitas à Santos. “Tem uma foto de Dilma que considero especial, foi durante a visita dela ao 57º Congresso Estadual de Municípios, a foto com a expressão dela triste foi capa da revista Carta Capital, quando foi anunciado um câncer em Dilma, semanas depois da vinda à Santos, foi a minha primeira capa de revista”, completa Leandro.

Cada foto tem a sua história que Leandro gosta de contar. Nem sempre o dia é perfeito, o clima ajuda e a posição escolhida para ficar foi a certa. “O futebol é uma loteria, o campo tem quatro cantos, em um jogo o gol pode ser do time oposto ao escolhido pelo fotógrafo para acompanhar, e se o gol é do time que você está acompanhando ainda tem que torcer para o jogador correr para o seu lado, senão a foto já era”, explica. Há ainda os dias chuvosos, o frio, ou o calor intenso, entre outros problemas. “Em muitas pautas ficamos de longe, temos que explorar as lentes objetivas, ou o empurra empurra é tanto que tem que ser com lentes grandes angulares e contar com a sorte de estar no lugar certo. Em outras, o problema é o ambiente escuro, muitas vezes, um inimigo para o fotógrafo”, completa. Entre as dificuldades que mais enfrentou o primeiro que Leandro lembra foi a final da Copa do Brasil, em Salvador. “Choveu a semana inteira e o estádio Barradão fica em um antigo lixão. O gramado era uma lama só, o tênis afundava. Na comemoração do título teve fotógrafo caindo na lama, estava muito escorregadio, no dia seguinte, ao chegar em Santos, o tênis estava pesado e duro de tanta lama” Já no Japão, o que atrapalhou foi o frio. Antes da final, a temperatura girava perto de zero grau, mas a sensação térmica era negativa”, explica.

Santos X Barcelona_Final121

 

Santos X ColoColo25_

Santos X Barcelona_Final134

A exposição “Retrô 10 anos, uma recordação dos acontecimentos da última década” tem sua abertura para convidados e amigos a partir das 19h30 de quinta (20). O público pode visitar a mostra de segunda a sexta, até 3 de abril, das 19 às 22 horas no Espaço Cultural da Unisanta, que fica na Rua Oswaldo Cruz, 277, no Boqueirão, em Santos.

Sobre: Leandro se formou em Jornalismo pela Unisanta em 2005, mas desde 2003 trabalha na área, primeiro como jornalista e, um ano depois, também como reporter fotográfico do Jornal da Orla. Aprendeu fotografia durante a faculdade de Jornalismo, no segundo ano. Com as aulas dos professores André Luis Ferreira e depois com Fabiano Accorsi, Leandro começou a se interessar pela fotografia e o quanto complexa ela é. A partir daí, decidiu explorar mais este lado do curso de Jornalismo, já que quando entrou na faculdade queria ser repórter da mídia impressa ou internet. Graças à dedicação dos dois docentes, a quem Leandro é grato, decidiu investir na fotografia, quando começou na área com uma câmera simples. A partir daí começou a ler sobre o assunto e se aperfeiçoar, nunca fez nenhum outro curso, apenas assistiu a palestras e workshops sobre o assunto.

A escolha pelo Jornalismo começou em 2001, quando, no terceiro ano do Ensino Médio do colégio Santa Cecília, participou do Projeto Vozes de Santos, coordenado pelo jornalista Gilberto Dimenstein e acompanhado em Santos pelo jornalista Gustavo Klein, que na época editava o caderno Tribu, no jornal A Tribuna. O resultado do projeto foi a edição de um livro com a união de vários textos publicados semanalmente no jornal. Isto foi o fator que fez com que Leandro decidisse entrar na faculdade de Jornalismo. Em 2002, o projeto ganhou um prêmio durante o GP Ayrton Senna de Jornalismo.

Nestes 10 anos, além de abrir um estúdio fotográfico focado em casamentos e eventos corporativos, Leandro nunca parou de fotografar para o Jornalismo. Graças a uma parceria, a partir de 2007, com as agências de fotografia Estado, Futura Press e ABCDigiPress, teve suas fotos publicadas em todo o mundo, tendo estampado as capas das revistas Carta Capital e Contigo, além de imagens no interior das revistas Veja e Caras, além de diversos jornais, como Jornal da Tarde, A Tribuna de Santos, Metro, Diário de São Paulo, Estado de São Paulo, Lance, entre vários veículo. Internacionalmente, suas fotos foram publicadas pela Agência EFE na Argentina, Uruguai, Chile, Bélgica, Espanha, México e Estados Unidos e na cobertura do Mundial Interclubes Fifa em sites de todos os cinco continentes. Atualmente, Leandro também presta serviços para diversas empresas da região, como Transpetro, Miramar Shopping, Shopping Pátio Iporanga, Santos Arquidecor, Todeschini, entre outros.

Em 2013 fez sua primeiro exposição fotográfica, focada em fotos de casamentos, em homenagem ao Dia dos Namorados.

Contatos: 13 – 3021-4073 e 98112-6665. E-mail: contato@leandroamaral.com.br

As fotos do Leandro são incríveis, e a exposição será um sucesso!

Té lá!

Beijos!!!


Categorias: Acontece